Tema 1 – Espaço e Forma (Parte II)

Professor! Veja uma proposta para planejar um simulado para seus alunos, segundo os descritores de Matemática e os níveis de proficiência do exame de Matemática da Prova Brasil.

Com o objetivo de dar continuação ao artigo sobre os descritores de Matemática em que tratamos também do tema 1 (Espaço e Forma), nesta segunda parte, vamos dar destaque aos níveis de proficiência da Prova Brasil e ressaltando como os mesmos podem ser relacionados com os respectivos conteúdos também desse mesmo tema.

Descritores de Matemática: Conteúdos e Habilidades

De forma resumida, na primeira parte fizemos uma breve discussão sobre como utilizar os descritores de Matemática para o planejamento de atividades em sala de aula. Naquele texto, propomos a associação de cada descritor a um conjunto de questões e os tipos de conteúdos por eles abordados.

A partir de agora, nosso objetivo é mostrar que a associação entre o conteúdo específicos e os níveis de proficiência pode ser uma proposta interessante para a sala de aula, no sentido de que esta estratégia pode ajudar (ou orientar) o professor sobre a disposição das questões em um teste por ele elaborado, segundo um nível crescente de complexidade ou dificuldade.

Assim, de posse mais um instrumento que auxilie o trabalho do professor no que se refere à elaboração de atividades, tanto no Ensino Fundamental I quanto no Ensino Fundamental II, o objetivo agora é mostrar que um trabalho em sala de aula com questões disponibilizadas na internet (blogs ou sites), pode favorecer um aprendizado dos estudantes bem como um bom desempenho no exame de Matemática da Prova Brasil, somente observando sua escala de proficiência.

Mas professor. Atenção!

Nosso objetivo é oferecer parâmetros qualitativos para contribuir com o avanço dos alunos em seu aprendizado de Geometria. No entanto, é necessário entender e interpretar a escala de proficiência proposta para a Prova Brasil no sentido do que já tratamos no artigo sobre a TRI, ou seja, que na aferição dos resultados do exame é observada a coerência das respostas do aluno no teste, e não somente a quantidade de acertos.

Portanto, ao elaborar um simulado, o professor precisa observar a evolução dos alunos com relação à coerência das respostas que o mesmo apresenta no teste e não somente quantidade de acertos.

Além disso, no artigo que tratamos sobre o Currículo de Matemática, discutimos que a matriz de referência de Matemática proposta pelo INEP tem o objetivo de orientar o professor sobre competências, habilidades e conteúdos mínimos que norteiam a construção do exame.

Foi nesse sentido que mostramos que um trabalho em sala de aula não deve ser pautado unicamente sobre os conteúdos abarcados pela respectiva matriz de referência.

A seguir, orientados pelos descritores do tema Espaço e Forma, destacamos os conteúdos abordados no exame de Matemática da Prova Brasil acompanhados pela indicação sobre em qual nível na escala de proficiência estão situados.

Descritores relativos ao Tema 1: Espaço e Forma

D1  Identificar a localização e movimentação de objeto em mapas, croquis e outras      representações gráficas

D2 Identificar propriedades comuns e diferenças entre poliedros e corpos redondos, relacionando figuras tridimensionais com suas planificações

D3 Identificar propriedades comuns e diferenças entre figuras bidimensionais pelo número de lados, pelos tipos de ângulos

D4 Identificar quadriláteros observando as posições relativas entre seus lados (paralelos, concorrentes, perpendiculares)

D5 Reconhecer a conservação ou modificação de medidas dos lados, do perímetro, da área em ampliação e/ou redução de figuras poligonais usando malhas quadriculadas

Níveis de Proficiência com as Respectivas Propostas de Conteúdos

Nível 3

1)     Localizar um ponto ou objeto em uma malha quadriculada ou croqui, a partir de duas coordenadas ou duas ou mais referências.

2)     Reconhecer, dentre um conjunto de polígonos, aquele que possui o maior número de ângulos. Associar figuras geométricas elementares (quadrado, triângulo e círculo) a seus respectivos nomes.

Nível 4

1)      Reconhecer retângulos em meio a outros quadriláteros.

2)      Reconhecer a planificação de uma pirâmide dentre um conjunto de planificações.

Nível 5

1)      Localizar um ponto entre outros dois fixados, apresentados em uma figura composta por vários outros pontos.

2)      Reconhecer a planificação de um cubo dentre um conjunto de planificações apresentadas

Nível 6

1)      Reconhecer polígonos presentes em um mosaico composto por diversas formas geométricas.

Nível 7

1)      Interpretar a movimentação de um objeto utilizando referencial diferente do seu.

2)      Reconhecer um cubo a partir de uma de suas planificações desenhadas em uma malha quadriculada.

Nível 8

1)      Reconhecer uma linha paralela a outra dada como referência em um mapa.

2)      Reconhecer os lados paralelos de um trapézio expressos em forma de segmentos de retas.

3)      Reconhecer objetos com a forma esférica dentre uma lista de objetos do cotidiano.

Nível 9

1)      Reconhecer a planificação de uma caixa cilíndrica.

Nível 10

1)      Reconhecer, dentre um conjunto de quadriláteros, aquele que possui lados perpendiculares e com a mesma medida.

Baixe já as apresentações com os Descritores de Matemática e os Níveis de Proficiência da Prova Brasil

You have Successfully Subscribed!

Share This